Imagens de Fé – Ex-Votos da Diocese de Portalegre - Castelo Branco

 

A exposição é uma amostra dos ex-votos conservados na Diocese de Portalegre – Castelo Branco.
Os ex-votos são encontrados nas diversas culturas e religiões do mundo e em civilizações antigas como por exemplo: maia, egípcia, helénica ou fenícia.


O termo Ex-voto, s.m., é uma expressão latina, significa literalmente «segundo uma promessa» ou «por um voto». O Ex-voto constitui, genericamente, uma expressão de gratidão, uma imagem de fé e devoção com que o crente reconhecido pela benevolência do céu se manifesta numa materialização multiforme. No conjunto apresentado limitamo-nos ao núcleo dos quadros pintados ou desenhados e algumas fotos. Estão referidos aos séculos XVIII-XX e eram visíveis nos principais lugares de culto, marcados por cultos de cariz popular em Igrejas, ermidas e santuários do território da Diocese de Portalegre-Castelo Branco. Esta tipologia é identificada por diversas designações, “Milagres”, habitualmente a legenda, que complementa e descodifica a imagem, inicia com a expressão “Milagre que fez…”. “Quadros votivos” pois são testemunho material revelador do pagamento da promessa, do voto formulado. Mais popularmente são chamados “Quadrinhos” ou “Tabuinhas pintadas”. Designação preferível, “Painéis Gratulatórios” pois assumem plenamente realidades materiais muito diversas (madeira, tela, metal, papel), como formais, revelando pela imagem o acontecimento gerador da promessa e com a legenda clarificando a satisfação desse mesmo voto. Nalgumas descrições setecentistas referem-se-lhes como «memórias e sinais que se veem pender das paredes…». Estes painéis gratulatórios enquanto objetos, materializam o espírito humano crente que se eleva ao céu em momentos críticos da vida, a Cristo, invocado como Senhor dos Aflitos, do Bonfim ou dos Passos, à Virgem Maria principalmente nos títulos referidos aos males humanos, como a Senhora dos Remédios, das Dores, das Necessidades, da Consolação ou nas diversas invocações das ermidas e santuários de maior afluência, a Senhora do Almurtão, da Graça, da Redonda da Granja, da Penha... Manifesta-se também a devoção e a súplica à intercessão dos Santos como a Santa Ana, S. Domingos, S. Vicente, S. Romão… reconhecendo respostas miraculosas e auxílio.

Público: Geral
Entrada livre

NOW
2017-04-07 09:30 - 2017-05-28 18:00
Local
Museu D. Lopo de Almeida – Castelo de Abrantes - R. Dom Francisco de Almeida
Abrantes, Portugal
 

Todas as datas

  • De 2017-04-07 09:30 a 2017-05-28 18:00
 

Powered by iCagenda

Neste sítio são utilizados cookies de forma a melhorar o desenpenho e a experiência do utilizador. Ao navegar no nosso sítio estará a concordar com a sua utilização. Para saber mais sobre cookies, consulte a nossa politica de privacidade.