Cuidados de saúde domiciliários

O executivo municipal aprovou na reunião de Câmara de 14 de setembro a minuta de protocolo a estabelecer com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), através do qual a Câmara de Abrantes vai ceder à Unidade de Saúde Familiar (USF) D. Francisco de Almeida uma viatura de passageiros para apoio às visitas domiciliárias por parte dos profissionais de saúde.


Após um ano de funcionamento, com 8.150 utentes inscritos, a unidade obteve resultados de avaliação/satisfação muito positivos relativamente aos serviços prestados junto da população, sendo que a única área que apresentou resultados pouco satisfatórios foi a dos cuidados de saúde domiciliários.


A unidade vai iniciar visitação domiciliária no âmbito de promoção de saúde aos grupos vulneráveis e de risco, aumentando por um lado o número de visitação domiciliária, bem como por outro os constrangimentos de articulação e disponibilidade dos transportes.

 

O Município de Abrantes está na disposição, uma vez mais, de contribuir para a resolução do problema pelo que, através da colaboração mútua que tem vindo a ser mantida entre as duas entidades (construção das USF’s; programa de incentivos à fixação de médicos, entre outros), entendeu alocar mais este recurso para que a ARSLVT, possa, através do ACES Médio Tejo dar continuidade ao trabalho dos seus profissionais junto dos utentes.


Nova resposta social

Nas instalações do CRIA, Centro de Recuperação e Integração de Abrantes, foi formalizada no dia 14 de setembro de 2017 a parceria entre esta instituição e as Câmaras Municipais de Abrantes, Mação e Sardoal para operacionalização do Programa Operacional de Apoio às Pessoas mais Carenciadas (financiado por fundo Europeu), quer através da distribuição de bens alimentares (fruta, legumes congelados, carne e peixe) mas também no desenvolvimento de medidas de acompanhamento com vista à inclusão social dos destinatários sinalizados no aglomerado destes três concelho do Médio Tejo.


Presente esteve o diretor do centro distrital de Santarém da Segurança Social, Tiago Leite que elogiou esta plataforma de entendimento entre as três Câmaras que, para melhor servir as respetivas populações, se juntaram para criar condições de apoio financeiro ao CRIA, entidade que apresentou a candidatura à Segurança Social, que assume a responsabilidade de entidade coordenadora deste programa e que é a recetora/armazenamento dos bens alimentares, adquiridos por concurso público pelo Instituto da Segurança Social.


Em cada um dos três concelhos estão já sinalizadas as entidades mediadoras que asseguram a distribuição conjuntamente com o CRIA, no caso IPSS. No território de Abrantes, os parceiros que serão as entidades mediadoras são a Associação de Solidariedade Silva Leitão, da Bemposta, o Centro Social do Souto e o próprio CRIA.


Segundo o protocolo, e tendo em conta o investimento das 3 câmaras municipais, individualmente ou em conjunto, podem requerer a utilização dos recursos afetos a este programa para operações de resposta a situações de emergência nomeadamente no âmbito da Proteção Civil Municipal.


Os autarcas dos três concelhos evidenciaram a capacidade de entendimento para desenvolvimento de projetos comuns e o papel ativo da sociedade civil organizada sob a forma de IPSS.


A presidente da Câmara de Abrantes sublinhou a relevância do trabalho em rede para melhor responder ás necessidades das populações. Maria do Céu Albuquerque recorreu ao pensamento de Lao Tsé: “Se deres um peixe a um homem faminto, vais alimentá-lo por um dia. Se o ensinares a pescar, vais alimentá-lo por toda a vida.”, para valorizar o facto deste programa integrar trabalho e ações em matéria de intervenção mais estruturante junto dos cidadãos mais vulneráveis.


Rádio Miúdos lança Concurso para Escolas e Municípios do Centro do País

Chama-se “Põe a tua terra nos píncaros!” e é um concurso organizado pela Rádio Miúdos, em colaboração com a Rede de Bibliotecas Escolares, para todas as Escolas Públicas do centro do país. Aberto a todas as escolas públicas dos 100 municípios desta região, o concurso “Põe a tua terra nos píncaros!” quer premiar a dedicação dos miúdos pela sua terra e descobrir quem tem boas ideias para fazer programas de rádio. 


Neste sítio são utilizados cookies de forma a melhorar o desenpenho e a experiência do utilizador. Ao navegar no nosso sítio estará a concordar com a sua utilização. Para saber mais sobre cookies, consulte a nossa politica de privacidade.