Recursos e programas de apoio social


Teleassistência

O Município de Abrantes pretende concretizar objetivos ao nível da responsabilidade social, através da Teleassistência da Cruz Vermelha Portuguesa, enquanto instrumento privilegiado de apoio à inclusão social.
A missão do Serviço de Teleassistência é fazer com que todos os seus utentes mantenham a sua autonomia e vivam a sua vida normalmente, no seu domicílio, desfrutando da sua comunidade social e local.


Definição
Serviço telefónico da Cruz Vermelha Portuguesa, em colaboração com o Município de Abrantes, que visa proporcionar apoio imediato em situações de risco e oferecer maior segurança aos/às munícipes;
Abrange um conjunto de serviços de resposta imediata em situações de urgência/emergência, segurança e solidão;
Este serviço é suportado por equipamentos disponibilizados ao/à utente pela Câmara Municipal de Abrantes, de forma a assegurar o pronto auxílio.


A quem se destina?
O Serviço de Teleassistência destina-se a todas as pessoas que se encontram em situação de dependência por
• idade
• doença
• incapacidade
• isolamento


Para beneficiar deste serviço o/a utente deve reunir, obrigatoriamente, as seguintes condições:
• Ter residência permanente no Concelho de Abrantes;
• Apresentar um rendimento mensal per capita, depois de deduzidas as despesas com saúde e habitação, igual ou inferior ao IAS – Indexante dos Apoios Sociais;
•Ter idade igual ou superior a 65 anos (excetuam-se os casos de comprovado grau de incapacidade ou dependência, que vivam em situação de isolamento ou insegurança, a serem verificados pelos serviços da Câmara Municipal);
•Possuir rede fixa de telefone no local de instalação do equipamento fixo.


Como funciona?
• Funciona através de um equipamento fixo ou móvel, que permite ao utente falar com o Call-Center da Cruz Vermelha Portuguesa, o qual avaliará a situação e dará a resposta mais adequada ao alerta
• Está disponível 24 horas por dia e 365 dias por ano

 
Teleassistência Fixa - em casa
No domicílio, a pessoa irá dispor de um terminal fixo e de um pendente, ambos com botão de alarme.
O pendente pode ser utilizado como pulseira ou colar.


Comunicação entre o/a utente e o/a operador/a:
Sempre que a/o utente sinta necessidade, carrega no botão de alarme (botão vermelho);
O alarme chega à Central da Cruz Vermelha Portuguesa e um/a operador/a estabelece contato telefónico em alta voz com o/a utente, procedendo á sua identificação imediata;
O atendimento é garantido por profissionais, com experiência na Cruz Vermelha Portuguesa e com formação na área social, em socorrismo, emergência, gerontologia, informática,   telemarketing  e na comunicação com pessoas dependentes.


De acordo com o(s) motivo(s) do contato, o/a operador/a:

• Atua/ apoia, acionando os meios mais adequados (112; Cruz Vermelha Portuguesa; Polícia de Segurança Pública/Guarda Nacional Republicana; Bombeiros; vizinhos/as; familiares);
• Mantém sempre o contato com o/a utente ou com a rede formal ou informal de apoio, até que se solucione o motivo do alarme.


Vantagens do Serviço de Teleassistência
Permite melhorar a qualidade de vida, saúde, segurança e auto-estima dos/as utilizadores/as:
• Assistência permanente em qualquer eventualidade;
• Mais tranquilidade, autonomia e segurança;
• Atendimento personalizado;
• Acompanhamento ativo, com o envolvimento quando necessário, das redes formal e informal de apoio;
• Permite à/ao utente viver na sua comunidade, evitando a sua institucionalização;
• Permite o eficiente apoio domiciliário e rentabilização eficaz dos recursos financeiros e humanos

Monitorização
• Monitorização feita mensalmente (Câmara Municipal de Abrantes)
• Visitas domiciliárias
• Contatos telefónicos
• Articulação com CVP
• Contactos regulares para verificar funcionamento do sistema (Cruz Vermelha Portuguesa)

Pelos resultados alcançados, conclui-se que este serviço de utilização das Tecnologias da Informação e Comunicação contribui para a qualidade de vida das pessoas que dele beneficiam e para um envelhecimento ativo.

 


Apoio a estratos sociais desfavorecidos

O Programa de Apoio a Estratos Sociais Desfavorecidos tem como objetivo disponibilizar recursos para auxiliar pessoas em situação de carência económica, residentes no Concelho de Abrantes, minimizando as situações de pobreza e de exclusão social e contribuindo para o desenvolvimento social do concelho.
O Programa de Apoio a Estratos Sociais Desfavorecidos é um instrumento de suporte às dificuldades subjacentes na gestão familiar, não pretendendo apoiar todas as necessidades mensais das famílias do Concelho de Abrantes, mas algumas carências, de forma a garantir que as mesmas procurem o equilíbrio, a autonomia e a não dependência.

 
Os apoios incluem:
• Apoios continuados – apoios com carácter de continuidade avaliados como necessários para fazer face a uma determinada situação de vulnerabilidade social;
• Apoios de emergência:
- Apoios atribuídos com carácter pontual e urgente/imediato, a todas as pessoas que se encontrem em situação de emergência social.
- Apoios atribuídos com carácter emergente a pessoas sem-abrigo (vitimas de violência e vitimas de catástrofes/acidentes,…) 

Tipos de Apoio:
• Apoios Económicos Diretos
- Apoios económicos para a habitação permanente própria ou arrendada;
- Apoios económicos para a promoção do acesso a cuidados de saúde;
- Apoios económicos para a prossecução dos estudos/qualificação formativa;

• Apoios Económicos Indiretos
- Isenções e reduções de taxas


Documentos
Regulamento de Apoio a Estratos Sociais Desfavorecidos
Formulário de Apoio a Estratos Sociais Desfavorecidos


 

Neste sítio são utilizados cookies de forma a melhorar o desenpenho e a experiência do utilizador. Ao navegar no nosso sítio estará a concordar com a sua utilização. Para saber mais sobre cookies, consulte a nossa politica de privacidade.