Eleitos em funções

Na sequência do ato eleitoral de 1 de outubro de 2017, foram investidos em funções, no dia 20 de outubro, os titulares dos órgãos autárquicos do Município de Abrantes, para o mandato 2017/2021. A cerimónia de tomada de posse decorreu no auditório da Escola Secundária Dr. Solano de Abreu, tendo como testemunhas convidados e sociedade civil.

Maria do Céu Albuquerque (PS) tomou posse das funções de presidente da Câmara, naquele que será o seu último mandato, e anunciou a vontade de envolver toda a comunidade e “incorporar os contributos de todos, independentemente das opções políticas e das escolhas de cada um”. Deixou o compromisso “na continuidade de uma relação de cooperação estratégica com as Juntas de Freguesia, as IPSS, as empresas e as associações representativas da sociedade civil”. A tragédia decorrente dos incêndios florestais, que também assolaram o concelho de Abrantes, mereceu atenção da autarca que prestou “homenagem a todos. Os que perderam as suas vidas, os seus familiares, os seus bens. Mas também aos bombeiros e a todas as forças militares e policiais e assim como toda a comunidade civil pela forma como se envolveu”, reafirmando o compromisso de durante a sua governação dar prioridade à defesa do território do concelho de Abrantes.

No Executivo Municipal, acompanham Maria do Céu Albuquerque os eleitos: Manuel Jorge Valamatos (PS); Celeste Simão (PS); Rui Santos (PPD-PSD); João Gomes (PS); Armindo Silveira (BE) e Luís Filipe Dias (PS).

Nota: o primeiro cidadão da lista do PPD-PSD ao órgão Câmara Municipal, Rui Mesquita, renunciou ao mandato, pelo que tomou posse das funções de eleito, o segundo cidadão da mesma lista.

Foram investidos em funções os 21 cidadãos diretamente eleitos para a Assembleia Municipal: 12 pelo PS; 04 pelo PPD-PSD; 02 pelo BE; 02 pela CDU e 01 pelo CDS-PP.

Por inerência, tomaram posse no órgão Assembleia Municipal os cidadãos que encabeçaram a lista mais votada na eleição para as 13 Assembleias de Freguesia: 11, eleitos nas listas do PS; 01 eleito pelo PPD-PSD e 01 pelo MIFRM – Movimento Independente Freguesia de Rio de Moinhos.

Após a tomada de posse foi eleita, por votação secreta, a mesa da Assembleia Municipal que fica assim constituída: Presidente, António Mor; 1º secretário: Manuel dos Santos; 2º secretário, Isilda Jana, os três eleitos pelo PS.

António Mor falou da importância da liberdade e da cidadania, referindo que a tomada de posse dos órgãos municipais “é fruto da liberdade que a democracia nos concede, liberdade que agora a generalidade dos que frequentam as escolas pensam que sempre existiu”, tendo ainda observado “os valorosos militares de Abril” que “da semente lançada da liberdade fizeram surgir o poder local democrático”.


Attachments:
Download this file (20171020-193936-3.jpg)20171020-193936-3.jpg[ ]4291 kB
Download this file (Discurso da tomada de posse .pdf)Discurso da tomada de posse .pdf[ ]464 kB

50 anos do Liceu Nacional de Abrantes

Realizou-se no dia 21 de outubro de 2017 uma cerimónia evocativa do 50º aniversário do Liceu Nacional de Abrantes – Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes.

A cerimónia foi precedida de uma visita guiada às instalações da escola, recentemente requalificada pela Parque Escolar, e à exposição alusiva aos 50 anos desta importante instituição que faz parte da história de Abrantes e que tem prestado um serviço inestimável ao concelho e à região, fazendo uma viagem pela linha do tempo e apresentando imagens marcantes da sua história.

Antigos alunos, professores e funcionários marcaram presença e muitos renderam-se às memórias expostas nas páginas dos cadastros fotográficos de antigos livros de turma.

Na sessão solene, Alcino Herminio, diretor do Agrupamento de Escolas N.º 2 de Abrantes, anunciou a realização de um debate para “salvaguardar” o futuro da Escola Octávio Duarte Ferreira, do Tramagal.

Usaram também da palavra, Jorge Lacão, na qualidade de antigo aluno; Manuel Lopes, antigo chefe dos serviços administrativos; Mário Pissarra, antigo professor e presidente da comissão do cinquentenário do Liceu Nacional de Abrantes, Susana Martins, presidente da associação de pais da Escola Dr. Manuel Fernandes; Miguel Rodrigues, representante do conselho geral de alunos; Ana Paula Fernandes, presidente do conselho geral da escola e Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara Municipal e antiga aluna:
“Hoje é um dia de afetos, emoções e de memórias.

Falo daquilo que foi a minha experiencia nesta grande casa. Já sabia andar mas não sabia que sabia voar. Foi aqui que me disseram que eu podia correr, se trabalhasse, se me empenhasse, se fosse solidária, se respeitasse os outros. Foram esses valores que eu aprendi nesta casa. Eu fui aqui muito feliz e a realizar-me com as coisas que faço.

A escola é o lugar de igualdade de oportunidades.

Deixo uma palavra de estimulo a todos os professores e funcionários. O respeito pelo professor é determinante para o sucesso educativo.

Eu gostava que no meu país, em matéria de Educação, pudessem todos os partidos políticos firmar um pacto de regime relativamente para haver estabilidade das diretrizes na Educação.

A cerimónia encerrou com um sarau musical por alunos do curso básico de música.


INCÊNDIOS: Sessão de esclarecimento sobre candidaturas a apoio à reconstituição ou reposição do potencial produtivo das explorações agrícolas danificadas

No seguimento da publicação do Despacho governamental* que reconhece como catástrofe natural o conjunto de incêndios deflagrados nos meses mês de julho e agosto de 2017, e concede um apoio à reconstituição ou reposição do potencial produtivo das explorações agrícolas danificadas, enquadrado no PDR2020 - Operação 6.2.2 e tendo em conta que o mesmo abrange quatro concelhos integrados na Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo – CIMT – (Abrantes, Ferreira do Zêzere, Mação e Sardoal), a Direção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo - DRAPLVT, em parceria com a CIMT, vai promover, no dia 20 de outubro, pelas 14 horas, no Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal, uma sessão de esclarecimento sobre as candidaturas ao referido concurso.

A sessão destina-se a agricultores afetados pelos incêndios, a empresas de consultoria no âmbito da elaboração de candidaturas, a técnicos municipais que estejam a dar apoio nesta matéria, a associações de desenvolvimento local, a associações agrícolas e florestais, aos órgãos de comunicação social e a quem mais possa estar interessado em receber informação/esclarecimento de dúvidas.

* Despacho n.º 8851-A/2017 de 2017-10-06 -Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural - Gabinete do Ministro


Neste sítio são utilizados cookies de forma a melhorar o desenpenho e a experiência do utilizador. Ao navegar no nosso sítio estará a concordar com a sua utilização. Para saber mais sobre cookies, consulte a nossa politica de privacidade.