Turismo Centro de Portugal nomeado nos Publituris Portugal Travel Awards 2017

As votações decorrem até 11 setembro.

O Centro de Portugal foi, uma vez mais, nomeado na categoria de Melhor Região de Turismo Nacional, nos Publituris Portugal Travel Awards 2017.

A imensa diversidade do Centro de Portugal, mas também riqueza natural e histórica, justificam o seu voto online aqui: hhttp://premios.publituris.pt/travel_2017/

Incêndios: Diligências e agradecimentos

O concelho de Abrantes foi recentemente fustigado por dois grandes incêndios:
Entre os dias 9 e 13 de agosto, afetando as Freguesias de Aldeia do Mato e Souto, Martinchel, Rio de Moinhos e União de Freguesias de Abrantes e Alferrarede;
Entre os dias 16 e 18 de agosto, afetando a Freguesia de Mouriscas (incêndio com origem em Alvaiázere que percorreu os concelhos de Ferreira do Zêzere; Vila de Rei; Mação; Sardoal; Abrantes e Gavião).
Está a ser realizado, pelo Município e outras entidades, o levantamento dos prejuízos na área ardida. De forma a minimizar os impactos mais imediatos e a encontrar soluções, a Câmara Municipal de Abrantes informa:
Foi realizado o levantamento dos danos causados nas 2 habitações em Aldeia do Mato (1 totalmente destruída e 1 outra parcialmente, nomeadamente ao nível da cobertura), orçamentados e comunicados à Autoridade Nacional de Proteção Civil e à Caritas Diocesana, entidade que já assumiu a recuperação da habitação totalmente destruída;
Relativamente ao consumo de água da rede durante os dias de ocorrência dos incêndios, tal como acontece sempre nestas circunstâncias, os Serviços Municipalizados de Abrantes procedem ao ressarcimento do excesso de água consumida pelos munícipes, nas áreas atingidas. Para o efeito, os munícipes deverão apresentar junto dos serviços as faturas com indicação de consumos de água anormalmente altos e que sejam correspondentes com as datas das ocorrências. Será feita a média do consumo mensal e todo o montante que for superior a essa média não será liquidada e será feito o respetivo acerto;
Necessidade de avaliar o impacto dos incêndios (erosão e deposição de cinzas) a curto prazo relativamente à qualidade da água da albufeira, que abastece vários municípios da região Centro e da grande Lisboa - indo ao encontro da preocupação já manifestada pela Associação Quercus – com a EPAL e municípios que têm captações e abastecimento de água na albufeira.

 
 Tendo em conta a área ardida (carece ainda da avaliação exata), a Câmara de Abrantes considera fundamental trabalhar em conjunto com outras entidades para encontrar soluções conducentes à consolidação das áreas ardidas. Mas também avaliar candidaturas aos recursos financeiros nacionais e comunitários anunciados para a região Centro e equacionar proposta global de rearborização, de rentabilidade e sustentabilidade florestal no norte do concelho que englobe a área da ZIF de Aldeia do Mato, um trabalho de organização da floresta com 10 anos que infelizmente foi fortemente atingida, mas também tendo em conta a sua área de alargamento e a nova ZIF de S. Vicente. No âmbito da candidatura no valor de €1M submetida pela Câmara ao Programa de Desenvolvimento Rural 2020, para intervenção na gestão de combustível em aglomerados populacionais e na rede viária, abrangendo áreas de intervenção das freguesias do norte do concelho, verifica-se agora ser manifestamente insuficiente.

Na sequencia dessa preocupação, informamos sobre as seguintes diligências:
Realização de briefing do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF) no concelho de Abrantes para balanço dos acontecimentos. A Presidente da Câmara irá propor a constituição de um ou mais grupos de trabalho com vista à avaliação e estudo de soluções de rentabilidade para o território e de projeto global rearborização das áreas afetadas no norte do concelho;
Agendamento de reunião com a entidade gestora da ZIF de Aldeia do Mato e com a Associação de Agricultores de Abrantes, Constância, Sardoal e Mação e com as Juntas de Freguesia afetadas para desenvolver uma nova candidatura para fazer face a medidas imediatas que tenham em linha de conta a consolidação de áreas ardidas em 2017, para evitar de fenómenos de erosão;
Agendamento de reunião com o Instituto da Conservação da Natureza das Floresta, a Associação de Agricultores, as Juntas de Freguesia afetadas, juntando igualmente as entidades gestoras da ZIF de Aldeia do Mato, os madeireiros, os produtores florestais e proprietários de pequenas parcelas.
Em resumo: Juntar esforços para a mobilização dos recursos necessários.
Em anexo, mensagem de agradecimento às entidades que colocaram recursos e meios ao serviço da comunidade.

 

Agradecimento


Novo veículo elétrico da Mitsubishi

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve no dia 27 de julho na Mitsubishi Fuso Truck, no Tramagal, para assistir ao início da produção do primeiro veículo de mercadorias 100% elétrico. Começa aqui a “era da mobilidade elétrica”, sublinhou Jorge Rosa, presidente da Mitsubishi Fuso.

Jorge Rosa agradeceu à Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque e ao vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Duarte Cordeiro, pela participação das duas autarquias nos testes de veículos de pré-série produzidos em 2015 (…) que “conduziram objetivamente a esta parceria entre Portugal e a Fuso”.

Marc Llistosella, CEO da Mitsubishi Fuso Truck and Bus Corporation e responsável máximo da Daimler Trucks Asia anunciou que Portugal passa a ser "um dos dois únicos países do mundo a possuir uma linha de montagem com capacidade para produzir em série veículos comerciais de mercadorias elétricos".

Segundo a empresa, a Fuso eCanter vai começar por ser produzida em Portugal, estando previsto que a produção deste modelo arranque depois em fábricas da Fuso no Japão e nos Estados Unidos.

O comercial ligeiro de mercadorias totalmente elétrico é a resposta da Fuso às necessidades do público de um veículo de mercadorias com zero emissões e zero ruído para distribuição dentro das cidades.

No evento, também com as presenças do Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral e da Secretária de Estado da Indústria, Ana Teresa Lehmann, os responsáveis da multinacional agradeceu o apoio do governo Português no desenvolvimento da eCanter desde o seu início em 2010.

No âmbito da responsabilidade social da empresa, Jorge Rosa anunciou que a empresa vai oferecer três veículos 4×4 às corporações de bombeiros afetadas pelo incêndio que deflagrou em Pedrógão Grande em junho passado.


Neste sítio são utilizados cookies de forma a melhorar o desenpenho e a experiência do utilizador. Ao navegar no nosso sítio estará a concordar com a sua utilização. Para saber mais sobre cookies, consulte a nossa politica de privacidade.